Honda C-100
Dream
   
Honda CBX 250
Twister
     
 Motos Raras
& Clássicas
Sundown Hunter 90 Sundown STX
Motard
     Mapa do site

Bookmark and Share

English

Honda ML 125, 1977 - 1a. série

Eu e minha Honda ML 125 cc, na cidade de Goiás - GO em Julho/78.
Minha terceira moto na década de 70 foi uma Honda ML 125, o primeiro modelo de moto desta cilindrada a sair com freio a disco de fábrica no Brasil (com acionamento mecânico, por cabo e não hidráulico). Ela foi adquirida da Motobraz - revenda Honda de propriedade do Sr. Nilson Limongi no final de 1977 quando de seu lançamento. Com esta moto eu me deslocava de Goiânia a Brasília regularmente, além de fazer inúmeras outras viagens pelo Brasil com a mesma.

Eu e minha Honda ML 125 cc, na cidade de Goiás - GO em Julho de 1978.

Eu e o amigo Itajara do Carmo Cunha: entrada do Parque Knorr (Canela - RS) em fevereiro/80.
Com esta moto eu fazia por volta de duas viagens por mês no percurso Brasília - D.F. / Goiânia - GO, além de outros roteiros interessantes tais como: Goiânia - Caldas Novas; Goiânia - Cidade de Goiás.  Rodei com ela aproximadamente 24.000 kms, dos quais em torno de 18.000 kms em rodovias.  Esta era realmente uma moto muito econômica e confiável com seu motor OHC.  Em inúmeras ocasiões eu alcancei médias de consumo de 42 km/litro, trafegando em rodovias em velocidades entre 100 e 110 km/hora.

Eu e o amigo Itajara do Carmo Cunha: entrada do Parque Knorr (Canela - RS) em Fevereiro de 1980.

A principal delas foi de Goiânia - GO a Porto Alegre - RS (ida e volta), descendo pelo litoral sul do Brasil, visitando a região de Gramado e Canela (serra gaúcha), e depois subindo pelo interior dos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná (com parada em Curitiba, onde tinha "uma base de apoio" na casa de meu tios Léo e Maria Luiza) e posteriormente retornando a Goiânia - via interior de São Paulo e Goiás.  Esta viagem foi realizada no mês de Janeiro de 1980, rodei aproximadamente 4.500 km no total; o companheiro desta aventura foi o amigo Itajara do Carmo Cunha, hoje advogado residindo em Rio Verde - GO. Este mesmo roteiro foi repetido mais uma vez na década de 80 com minha esposa Theresa, quando fomos na minha Honda CB 400.

Pórtico da entrada de Gramado - RS. Itajara e sua Yamaha RS 125, e minha Honda ML 125 ao lado.

Pórtico da entrada de Gramado - RS. Itajara e sua Yamaha RS 125, e minha Honda ML 125 ao lado.
Entrando no Estado de Santa Catarina.
Retornando do sul do Brasil; divisa de estados - Paraná - Santa Catarina.

Entrando no Estado de Santa Catarina, Janeiro de 1980.

Parada para sessão de fotos nos arredores de Marília - SP, em Fevereiro de 1980.

Parada para fotos, próximo a Marília - SP

Parada para fotos, próximo a Marília - SP.
Chegada de Gramado - RS. Hortências na beira da rodovia.
Revendas de moto em Goiânia no início da década de 70: MOTOKA, dos irmãos Limongi, revendedores das marcas Honda e Suzuki e posteriormente também Kawasaki; MIL (Mecânica Importadora Limitada) do Paulistinha e Sr. André, revendedores de marcas européias e Yamaha. No final da década de 70 já haviam outros revendedores em Goiânia: a Motoka deu lugar à Motobraz (de Nilson Limongi) revenda Honda, a Mil se tornou revenda exclusiva Yamaha, e surgiu a Cical Honda. A exemplo da cidade as revendas não paravam de se expandir.

Chegada de Gramado - RS. Hortências na beira da rodovia - Janeiro de 1980.

Nos anos finais da década de 70 foram intensas as atividades do motociclismo esportivo em Goiás e no Brasil. A Honda organizou e promoveu um disputadíssimo Campeonato Brasileiro de Fórmula Honda, o qual serviu para revelar ótimos pilotos.

Todas as revendas Honda de Goiânia, naquela época, participavam deste campeonato.  A revenda Edmar Ferreira com o piloto Orlando Ferreira (Orlandinho), a Motobraz com Luzio Limongi e a Cical Honda com Mauro Vieira e Tiãozinho.

Tiãozinho liderando uma prova de Fórmula Honda no Autódromo Internacional de Goiânia. Em segundo lugar aparece na moto 31 o piloto Orlando Ferreira (Orlandinho).

Tiãozinho liderando uma prova de Fórmula Honda no Autódromo Internacional de Goiânia.  Em segundo lugar aparece na moto 31 o piloto Orlando Ferreira (Orlandinho).
Mauro Vieira na saída dos boxes, Autódromo Internacional de Goiânia.
Nesta época nós acompanhávamos de perto o trabalho da equipe Cical Honda, e dos pilotos Tiãozinho e Mauro Vieira, nossos amigos. Mauro Vieira tornou-se campeão goiano (duas vezes) e campeão do torneio Brasil Central de Fórmula Honda, pela equipe Cical Honda, em 1980 e como prêmio ganhou uma Honda ML 125 cc da fábrica. Com esta moto Mauro acompanhou-me em uma viagem ao sul do Brasil, em Janeiro/82.

Mauro Vieira na saída dos boxes, Autódromo Internacional de Goiânia.

Mauro era ao mesmo tempo piloto da equipe e mecânico responsável pela preparação das duas motos. Por amizade e prazer de estar participando daqueles eventos, dávamos o nosso apoio nas atividades de retaguarda dos boxes. Foi um tempo de inúmeras viagens. Mauro Vieira atualmente é piloto de aviões, brevetado para voar jatos inclusive. Na nossa opinião um dos mais exímios mecânicos e preparadores de motores que conhecemos até hoje, fazendo par ao nosso saudoso Andrea Martelli (Seu André).

Momentos antes de uma largada da Fómula Honda em Goiânia.

Momentos antes de uma largada da Fómula Honda em Goiânia.

 

Alguns fatos marcaram o motociclismo em Goiás na década de 70: as corridas no Moto Clube de Goiás (cross e velocidade em pista de terra) a inauguração do Autódromo Internacional de Goiânia, as inúmeras provas de campeonatos brasileiros de velocidade e de cross que passaram a ser sediadas neste autódromo, e consolidação de Goiânia como a cidade do Brasil que mais possui motocicletas em relação ao número de habitantes, e em relação ao número de carros (fato este recentemente divulgado pelo DETRAN-GO, e pelos meios de comunicação).

Descanso no calçadão da praia de Camboriú - SC à sombra de uma amendoeira, ao centro Yamaha RD 350. Olhe o detalhe das bagagens na minha ML.

Descanso no calçadão da praia de Camboriú - SC à sombra de uma amendoeira, ao centro Yamaha RD 350. Olhe o detalhe das bagagens na minha ML.
Divisa de Estados: São Paulo e Minas Gerais, barragem da usina hidrelétrica de Marimbondo, no Rio Grande. Volta do sul do Brasil no final de janeiro de 1980.
Itajara e sua Yamaha RS 125 cc, a minha Honda ML 125 carregada de bagagem. Este roteiro de quase 5.000 kms foi feito em aproximadamente trinta dias. Não tivemos nenhum problema com as motos. Daí a três meses eu viria a comprar a minha Honda CB 400.

Divisa de Estados: São Paulo e Minas Gerais, barragem da usina hidrelétrica de Marimbondo, no Rio Grande. Volta do sul do Brasil no final de Janeiro de 1980.

 


As fotos a seguir foram tiradas em Goiânia - GO na Avenida T-63, no mês de Dezembro de 2009, e mostram uma Honda ML 125, muito bem cuidada e customizada.  Entendemos como bastante apropriado colocá-la em nossa página, para que sirva de registro histórico deste modelo da Honda brasileira, do final dos anos setenta.

Honda ML 125, vista lateral direita.
Honda ML 125, vista lateral esquerda.

Estas outras duas fotos a seguir mostram uma outra Honda ML 125 customizada: freio a disco duplo na dianteira, e disco simples na traseira (todos com acionamento hidráulico), quadro cromado, escapamento dimensionado, rodas de liga leve, etc.

Honda ML 125 customizada, vista de frente.
Honda ML 125 customizada, vista de trás.

Perspectiva histórica: Na década de 70 e início da seguinte (80), quatro pilotos goianos se destacaram bastante no motociclismo nacional se tornando campeões brasileiros e até latino-americanos, e até mesmo fazendo incursões de sucesso em provas internacionais. Foram eles:

II Encontro Motociclístico do Distrito Federal - Brasília 15/04/1978, Churrascaria do Lago.  Da esquerda para a direita: João Batista (?), eu, dois motociclistas da PM do D.F.

II Encontro Motociclístico do Distrito Federal - Brasília 15/04/1978, Churrascaria do Lago. Da esquerda para a direita: João Batista (?), eu, dois motociclistas da PM do D.F.

Não deixe de ver nossa comemoração de 30 Anos de Motociclismo, durante o

V Goiânia SuperMoto Show