Honda C-100
Dream
   
Honda CBX 250
Twister
     
 Motos Raras
& Clássicas
Sundown Hunter 90 Sundown STX
Motard
     Mapa do site

Bookmark and Share

English            Próxima página sobre a Sundown STX Motard:  11  12


Sundown STX Motard: 
Viagens em 2012

O início do ano de 2012 tem sido bastante chuvoso na região Centro-Oeste do Brasil.  Somado a isso alguns compromissos de ordem familiar limitaram um pouco a utilização de modo mais intenso da minha STX Motard.

As viagens que fiz até o momento foram curtas, embora muito boas: tanto pelos roteiros escolhidos, como pela companhia dos amigos.  O amigo Mauro Gomes sabe organizar bons passeios, e eu sempre que posso gosto de participar dos mesmos.

Vou aproveitar para colocar a seguir links para as páginas que ele publicou relativas a estas pequenas viagens que fizemos em grupo.

Um bate e volta (Goiânia - Vianópolis - Goiânia) com almoço em Vianópolis - GO:

http://www.euvouso.com/motocada/carnaval.htm

E um passeio à Cachoeira do Maratá, nas proximidades de Pires do Rio - GO.  O local é belíssimo e muito bem preservado; a mesma está situada em propriedade particular, e o esquema de visitação é bem organizado:

http://www.euvouso.com/marata/cachoeira.htm

Ao clicar em cada foto, você a verá em tamanho maior numa outra janela.  Todas as fotos tem legenda.

Sundown STX Motard 200cc e Kawasaki Versys 650cc na calçada da avenida Couto Magalhães, em Goiânia - GO.

A minha Sundown STX Motard 200cc e a Kawasaki Versys 650cc do meu irmão.

Meu irmão trocou a sua Yamaha XTZ 250 X, comprada na mesma ocasião em que eu comprei a minha Sundown STX Motard.  Recentemente fizemos um passeio juntos a fim de que ele fosse amaciando o motor da nova moto - uma Kawaski Versys 650cc - e também se acostumando com a mesma.


Meu irmão Irom montado em sua Kawasaki Versys e a minha STX Motard às margens da rodovia que liga Nerópolis - GO a Anápolis - GO.

Meu irmão Irom montado em sua Kawasaki Versys e a minha STX Motard às margens da rodovia que liga Nerópolis - GO a Anápolis - GO.

No decorrer do ano de 2012 pretendo fazer algumas outras viagens, sendo que pelo menos uma delas será realizada num roteiro maior (em torno de 4.500 quilômetros). Enquanto espero pela oportunidade de realizar esta viagem vou fazendo pequenas viagens em percursos próximos a Goiânia - GO.

No dia 07/04/2012, por exemplo, estive em Morrinhos - GO onde compareci ao 8o. Encontro Nacional de Motociclistas.  A viagem serviu para colocar a moto na estrada, e fugir do stress urbano do dia-a-dia em Goiânia - GO.  Eu aproveito bem todas as oportunidades que tenho para ver motos diferentes, tirar fotos das mesmas e enriquecer o meu site com as informações correlatas às mesmas.

Eu e Theresa, no dia 07/04/2012 em Morrinhos - GO.

Eu e Theresa, no dia 07/04/2012 em Morrinhos - GO.

No caso específico deste evento a minha atenção foi voltada para uma Honda Valkyrie F6, ano de fabricação 1998, com placa de Itajaí-SC.  Obtive a informação do amigo Format que a mesma pertence ao experiente motociclista Dolor Silva; com a mesma ele já cruzou as Américas algumas vezes.  Quando cheguei em casa, em Goiânia - GO, parti para uma pesquisa na Internet (através do Google) e naveguei em alguns links relacionados ao referido motociclista.

Honda Valkyrie F¨(Flat six), 1998, pertencente ao experiente motociclista Dolor Silva, de Itajaí - SC.

Honda Valkyrie F6, 1998, em Morrinhos - GO. Esta moto pertence ao motociclista Dolor Silva, de Itajaí - SC.

Lembrei-me então de duas outras ocasiões em que me vi face a face com as Honda Valkyrie; a primeira delas, em 1998, quando encontrei o proprietário da revenda Honda MotoFor (Goiânia - GO) e Moto Caldas (Caldas Novas - GO) Sr. Fernando Camilo Lobo (já falecido) em Caldas Novas - GO pilotando uma Honda Valkyrie 0 km, num evento motociclístico que houve naquela cidade.

A segunda ocasião em que vi uma moto destas foi no evento Megacycle de São Lourenço - MG, em Novembro de 2009.  O que mais me chamou a atenção naquela oportunidade foi o escapamento personalizado da moto (6 x 6), e a cor da mesma.

Esta é uma autêntica "seis canos". Honda Valkyrie, seis cilindros.

Esta é uma autêntica "seis canos". Honda Valkyrie, seis cilindros.

Mais fotos do evento de Morrinhos - GO, citado acima podem ser vistas no site do meu amigo Mauro Gomes: http://www.euvouso.com/morrinhos2012/morrinhos.htm

Na manhã do dia 15/04/2012 fiz um pequeno passeio à cidade de Nova Veneza - GO, distante aproximadamente 30 quilômetros de Goiânia - GO. Fui em companhia do meu irmão Irom (Kawasaki Versys 650cc) e meu sobrinho e afilhado Rodrigo (Harley-Davidson Super Glide Custom 1.600cc).

Parada na praça da cidade de Nova Veneza - GO, na manhã de 15/04/2012.

Manhã de 15/04/2012, praça central da cidade de Nova Veneza - GO.

A minha moto estava "estreando" um novo pneu dianteiro (Pneu Pirelli Mt 75 110/70-17
), após rodar 38.000 km com o pneu dianteiro original em quatro anos (lembrando que sempre usei Nitrogênio para calibrar os pneus da minha moto).

No dia 29/04/2012 nos juntamos a um grupo de amigos, comandados pelo Mauro Gomes, e fizemos um percurso (passeio) bastante interessante.  As fotos deste passeio podem ser vistas no link:
http://www.euvouso.com/motocadadeabril/motocada.htm

Outro fato que merece destaque (embora negativo) aconteceu com a minha Sundown STX Motard no dia 05/05/2012, quando eu ia de Goiânia a Pirenópolis - GO com a minha esposa na garupa. Logo após o povoado de Planalmira - GO o câmbio da moto apresentou um problema na engrenagem da quinta marcha.  A referida marcha não engatou mais, e assim eu tive que completar o meu percurso até a cidade de Pirenópolis usando as quatro primeiras marchas, agindo da mesma forma no percurso de volta a Goiânia - GO.  A distância entre as duas cidades é de 121 kms.

Mantive uma velocidade entre 80 e 90 km/hora com o contagiros em torno das 7.000 rpm, desta forma não forçando o motor da motocicleta.  Deixei a moto na oficina Moto Treil, onde o proprietário (Júnior) vai abrir o câmbio para trocar a (s) engrenagem (s) necessárias (primária e secundária ??).


Engrenagem quebrada da quinta marcha.

Engrenagem da quinta marcha quebrada.  Ao manusearmos a peça pudemos notar a falta de qualidade do material usado na fabricação da mesma.

Após constatado que o problema era realmente na engrenagem da quinta marcha, a qual estava quebrada, decidi trocar todo o câmbio da moto novamente (já havia trocado o mesmo no ano passado - 2011).  Por sorte ainda consegui comprar o câmbio completo (novo) na Moto Limongi, que agora é concessionária Kasinski.  No dia 10/05/2012 à tarde peguei minha moto na oficina Moto Treil, onde os amigos Júnior e seu filho Jhonata fizeram a troca do câmbio da minha Sundown STX Motard.

A partir da esquerda: Jhonata, eu e Júnior na oficina Moto Treil, na tarde do dia 10/05/2012.

A partir da esquerda: Jhonata, eu e o Júnior na oficina Moto Treil, na tarde do dia 10/05/2012.

O fato de procedermos a troca do câmbio completo pela segunda vez no prazo de um ano demonstra que a qualidade do material utilizado na fabricação do mesmo deixa a desejar.  Isto fica evidente ao manusearmos as peças (engrenagens), ocasião em que verificamos a leveza e fragilidade das mesmas.  Aproveito aqui para ressaltar - mais uma vez - que os fabricantes chineses de motocicletas precisam investir mais na qualidade dos seus produtos; utilizando materiais mais duráveis e resistentes nas peças vitais das mesmas.



SERTÃO NORDESTINO 2012


Esta viagem Sertão Nordestino 2012, foi feita em dupla com o amigo Renato Ferreira (Rota Zen) até a cidade Canto do Buriti - PI, de lá ele seguiu para Fortaleza - CE e eu fui para Maceió - AL.  O roteiro completo compreendeu basicamente: GO - D.F. - BA - PI - PE - AL - SE - BA e retorno a GO.  Nada que um motociclista experiente e "teimoso" não possa realizar numa Sundown STX Motard 200cc.  Certamente a primeira moto de origem chinesa de pequena cilindrada a percorrer todas as Regiões Brasileiras (nos quatro anos que a possuo), e a primeira a visitar as cinco Chapadas Brasileiras (Veadeiros em 2010 solo, e 2011 com garupados Guimarães em 2011das Mesas em 2011, Araripe em 2012 nesta viagem, bem como Diamantina no retorno desta - links respectivos disponibilizados abaixo).  Esta viagem iniciou-se em Goiânia - GO no dia 12 de Maio de 2012.

Eu na minha Sundown STX Motard, o amigo Mauro Gomes em
pé,
e o Renato Ferreira (Rota Zen) na Yamaha
Ténéré.

Divisa de Estados: Bahia e Piauí.

Em pleno sertão pernambucano.

Eu e a minha Sundown STX Motard, Mauro Gomes em pé, e o Renato Ferreira (Rota Zen) na Yamaha Ténéré.            Divisa de Estados: Bahia e Piauí.            Em pleno sertão pernambucano.

Todas as viagens realizadas nesta motocicleta estão detalhadas nas onze páginas que publiquei sobre a mesma na Internet.  Aproveito para contar a história completa desta minha mais recente grande aventura com a Sundown STX Motard, ao mesmo tempo em que disponibilizo os links de páginas com mais fotos da mesma, que o meu amigo Mauro Gomes gentilmente publicou no site dele.

Visual magnífico, no auge da seca.

Trecho de estrada no sertão pernambucano.

Casa na zonal rural do sertão de Pernambuco.

Visual magnífico, no auge da seca.            Trecho de estrada no sertão pernambucano.           Casa na zona rural do sertão de Pernambuco.

Apesar de ter feito grandes viagens e ter realizado ótimas aventuras com a minha Sundown STX Motard,  eu permaneço com um sentimento mixto (satisfeito por todas as viagens que realizei e por todas as aventuras vividas nestes últimos quatro anos; mas ao mesmo tempo desapontado com o número de problemas decorrentes do uso intenso da moto, especialmente em viagens de longa distância).  Definitivamente esta moto se presta mais ao uso urbano, preferencialmente rodando pouco com a mesma.  Mas eu venho sistematicamente ignorando isto.

Belo visual, típico da época de seca na Região Nordeste.

Imagem de um motociclista feliz e realizado.

Bonito contraste: verdadeiro oásis no sertão.

Belo visual, típico da época de seca na Região Nordeste.            Imagem de um motociclista feliz e realizado.           Bonito contraste: verdadeiro oásis no sertão.


Pernoites na viagem de ida: Brasília - D.F., onde o Renato visitou parentes, Barreiras - BA, Canto do Buriti - PI, Ouricuri - PE, e finalmente Maceió - AL onde passei alguns dias desfrutando da companhia de amigos.

Pernoites na viagem de volta: Estância - SE e Seabra - BA.

Cheguei de volta a Goiânia na sexta-feira, 25 de Maio de 2012, de ônibus vindo de Seabra - BA (1.200 km de distância de Goiânia, na Chapada Diamantina).  A moto veio no bagageiro do ônibus: ela teve o rolamento da ponta de eixo (atrás do pinhão) danificado e com folga/jogo, isto estragou o retentor do óleo do câmbio/motor, o qual vazou.  Ao realizar o conserto do câmbio (já mencionado acima) o mecânico (Júnior, da Moto Treil) não trocou os rolamentos por entender que os mesmos ainda estavam em bom estado.  Mais uma vez eu constatei a baixa qualidade de alguns componentes / peças do motor / câmbio da minha moto.


Lindo visual da região do Araripe em Pernambuco.

Represa com pouca água - região de Serra Talhada - PE.

Rumo à Chapada Diamantina - BA.

Lindo visual da região do Araripe em Pernambuco.            Represa com pouca água - região de Serra Talhada - PE.           Rumo à Chapada Diamantina - BA.

Isto ocorreu a uns 6 km antes de chegar a Seabra - BA, ao final da tarde de quarta-feira, dia 23 de Maio de 2012.  Tive que passar o dia seguinte na cidade, e como vi que não havia a mínima condição de abrir o motor lá para consertá-lo tive que vir de ônibus; a moto veio acomodada em posição normal (sem os retrovisores) no bagageiro do ônibus.

Trecho da Chapada Diamantina, cactus (mandacaru) em primeiro plano.

Trecho da Chapada Diamantina, cactus (mandacaru) em primeiro plano.


Fechei o ciclo das Chapadas Brasileiras, visitando as cinco principais e maiores do país com a mesma moto, de apenas 200cc e de fabricação chinesa. Tenho certeza de que sou o primeiro a fazer isto no Brasil.  E isto é o que me importa, e é o que quero compartilhar com os amigos motociclistas apaixonados como eu por motocicletas, e por viagens de longa distância.  Apesar dos percalços, que serviram para enriquecer minha experiência de vida e específicamente no motociclismo, me sinto totalmente realizado.


Belíssimo visual da Chapada Diamantina, próximo a Seabra - BA.

Belíssimo visual da Chapada Diamantina, a mais bonita do Brasil (opinião pessoal).

Encontrei pessoas simples e dispostas a ajudar-me em todos lugares por onde passei.  Gostei demais de cruzar o sertão nordestino no auge de uma das maiores secas na história da região, e sozinho.  E de presenciar no meu retorno, quando cruzei o estado de Sergipe e boa parte da Bahia, que as chuvas finalmente estavam chegando no litoral da região Nordeste.  Aliás, este fato foi notado assim que deixei Maceió - AL rumo a Aracaju - SE; e se confirmou em parte da região da Chapada Diamantina - praticamente de Irecê - BA adiante, em direção a Lençóis - BA e Seabra - BA - já fora da faixa litorânea.


Céu carregado de nuvens de chuva; proximidades de Seabra - BA.

Céu carregado de nuvens de chuva; proximidades de Seabra - BA.

Esta foi uma grande aventura pelo Sertão Nordestino, a qual somou-se àquela grande viagem pelo Nordeste Brasileiro (pelo litoral) que realizei com dois amigos (Mauro José Vieira e Ronaldo Santos) em 1981, conforme links a seguir:

http://www.caldas.com.br/30anos/anos802.htm  e  http://www.caldas.com.br/30anos/anos802a.htm

Observei uma grande diferença no tocante à atividade econômica em geral; em todas as cidades por onde passei pude notar intenso movimento de pessoas e veículos.  Vi várias obras sendo realizadas, inclusive a duplicação de parte da BR-101, trecho entre Pernambuco e Alagoas, onde estão fazendo a nova pista em concreto (a obra está sendo realizada pelo Batalhão Rodoviário do Exército Brasileiro).  Enfim, notei muita diferença para melhor quando comparando a minha aventura realizada no ano de 1981 com esta realizada agora em 2012.

Com a exceção de pequenos trechos no interior da Bahia e Piauí as estradas em geral (tanto rodovias estaduais quanto federais) estão em ótimo estado de conservação em todos os Estados que percorri; especialmente no Estado de Pernambuco onde encontrei as melhores rodovias de todo o percurso.

A população do interior definitivamente incorporou a motocicleta ao seu cotidiano, e substituiu o jumento (jegue) pela moto.  É digno de destaque o número de motocicletas rodando no interior dos Estados nordestinos.

Disponibilizo a seguir o link da página do site do meu amigo Mauro Gomes, com várias fotos da aventura de volta de Maceió - AL a Goiânia - GO.

Nesta viagem percorri um total aproximado de 3.700 km de moto, e outros 1.200 km de ônibus (com a moto "viajando" no bagageiro do mesmo). Tudo isto enriqueceu em muito a minha experiência de vida, e como motociclista.  Estou completamente satisfeito com mais esta grande aventura, e pronto para outras que ainda virão.

As fotos desta viagem também podem ser acessadas através do SkyDrive no link a seguir: https://skydrive.live.com/?cid=F4596AEAEF09CF68&id=F4596AEAEF09CF68%211068



No sábado (28/07/2012) fui a Brasília - D.F. com um grupo de amigos (num bate-e-volta), para comparecermos ao evento anual - o qual comemora o Dia Nacional do Motociclista - Brasília Moto Capital 2012 o qual foi sediado
na Granja do Torto, próximo a Sobradinho (cidade satélite de Brasília - D.F.).

 
Foto tirada no sábado (28/07/2012), no Restaurante / Lanchonete Ficus (BR-020, Abadiânia - GO). A partir da esquerda: meu irmão Irom, eu, Marinho, Toninho e Mauro.

Foto tirada no sábado (28/07/2012), no Restaurante / Lanchonete Ficus (BR-020, Abadiânia - GO). A partir da esquerda: meu irmão Irom, eu, Marinho, Toninho e Mauro.
Nossas motos: Kawasaki Versys 650cc, Sundown STX Motard 200cc, Yamaha XTZ-X 250cc, Honda Shadow 600cc e
Yamaha XTZ-X 250cc .

Como sempre o evento esteve muito visitado por motociclistas de várias partes do Brasil.  O mesmo foi muito bem organizado e concorrido.  Na ocasião vi motos interessantes e diferentes, várias delas únicas e sem similar dado ao grau de personalização das mesmas.

Meu irmão Irom ao lado de uma novíssima Kawasaki Versys 1000cc.

Triciclo Honda GoldWing (kit Trike).

Reunião de amigos. Motociclismo total.

Meu irmão Irom ao lado de uma novíssima Kawasaki Versys 1000cc.            Triciclo Honda GoldWing (kit Trike).           Reunião de amigos: motociclismo total.


A viagem de ida e volta foi tranquila.  Na volta a corrente da minha moto começou a fazer um barulho estranho, mas consegui chegar em casa sem problemas.  No dia seguinte fui à oficina Moto Treil e lá constatamos que a mesma necessitava ser trocada visto que dois roletes (dos elos) haviam quebrado, e em decorrência disto o barulho estranho era produzido.  Coloquei uma corrente nova - a coroa e o pinhão ainda estavam em perfeitas condições de uso - da marca KMC (520).


As fotos acima e abaixo mostram uma RARÍSSIMA (ATÉ MESMO NA INGLATERRA) Villiers (inglesa), dois tempos, 198cc, ano de fabricação 1948, COMPLETAMENTE ORIGINAL.  o proprietário dela é o Arnaldo de Anápolis - GO.  Ele foi rodando na moto.  Para mim isto foi o destaque do evento.

É relevante mencionar que há dez anos atrás (no final de Julho de 2002), durante o evento Encontro Nacional dos Motociclistas (embrião do evento Moto Capital) em Brasília - D.F. , eu encontrei uma moto antiga que me chamou muito a atenção à época.  Confira a página que criei especialmente para destacar este fato.


Arnaldo e sua Villiers, 1948 - sinônimo de originalidade.  Este é um privilégio para poucos.


Outras fotos do evento Brasília Moto Capital 2012 podem ser vistas na página do site do meu amigo Mauro, no link a seguir: http://www.euvouso.com/bsb2012/motocapital.htm



Entre os dias 17 e 19/08/2012 fiz uma viagem com os amigos a Formosa - GO, com o intuito de visitar o Salto do Itiquira.  Eu havia visitado este local em 1974 juntamente com alguns colegas de república em 1974, quando eu ainda cursava Economia na Universidade de Brasília (UnB).

Placa com detalhes do Salto do Itiquira, no município de Formosa - GO.

Placa com detalhes do Salto do Itiquira, no município de Formosa - GO.

Naquela época o percurso até o Salto de Itiquira era por estrada de terra, e só alcançávamos a parte de baixo do Salto após um bom tempo de caminhada pelo mato.  O acesso era um tanto difícil; completamente diferente da situação atual.

Minha Sundown STX Motard na entrada do Parque Municipal do Salto do Itiquira, que é localizado no município de Formosa - GO.

Minha Sundown STX Motard na entrada do Parque Municipal do Salto do Itiquira, que é localizado no município de Formosa - GO.

As fotos que tirei estão disponíveis no link:

https://skydrive.live.com/#cid=F4596AEAEF09CF68&id=F4596AEAEF09CF68%211119

Mais fotos (incluindo várias fotos da viagem) também estão disponíveis na página (publicada pelo Mauro Gomes):

http://www.euvouso.com/itiquira/itiquira.htm

O desempenho de minha Sundown STX Motard (agora com a nova corrente de transmissão KMC 520) me surpreendeu, e na viagem de retorno (de Formosa - GO para Goiânia - GO) eu alcancei médias de consumo em torno dos 30 km/litro rodando entre 90 e 120 km/h.

No dia 23/09/2012 eu e Theresa participamos de um passeio com os amigos Mauro, Marinho e Germano.  Foi um dia bem agradável: passado com amigos e desfrutando de estradas vazias no interior de Goiás.

Link com fotos do mencionado passeio:
http://www.euvouso.com/setembro/setembro.htm

Em 21/10/2012 fiz um giro numa região próxima a Goiânia - GO.  Percorri 236 km no trajeto compreendido entre Goiânia - Trindade - Campestre - Palmeiras de Goiás - Nazário - Anicuns - Nazário - Santa Bárbara de Goiás - Trindade - Goiânia.


Zona rural nas proximidades de Campestre - GO, na manhã de 21/10/2012.

Zona rural nas proximidades de Campestre - GO, na manhã de 21/10/2012. O gado Nelore no pasto, muitos cupins aflorando neste terreno.


O dia estava nublado, peguei um
pequeno chuvisco nas proximidades de Campestre e depois um pouco de chuva em Anicuns - GO.


Lago na entrada da cidade de Anicuns - GO. O tempo chuvoso chegando.

Lago na entrada da cidade de Anicuns - GO.  O tempo chuvoso chegando. A minha Sundown STX Motard com a sua nova carenagem de farol.

Próxima página sobre a Sundown STX Motard