Honda C-100
Dream
   
Honda CBX 250
Twister
     
 Motos Raras
& Clássicas
Sundown Hunter 90 Sundown STX
Motard
Yamaha Ténéré 250
     Mapa do site

Bookmark and Share

English      Próximas páginas sobre a Sundown STX Motard:   4    5    6    7    8   9  10  11  12   13   14   15

Sundown STX Motard: Megacycle São Lourenço - MG - Novembro 2009

Ao clicar em cada foto, você a verá em tamanho maior numa outra janela.  Todas as fotos tem legenda.

Após viajar para a terra dos Kalunga, nas vizinhanças de Cavalcante - GO, no final de Julho de 2009, eu retornei para Goiânia - GO e retomei minha rotina diária.  Meus planos imediatos eram basicamente ir para São Paulo - SP em Outubro/2009 para conhecer como convidado o Salão Duas Rodas, e também participar do concurso Melhor Motociclista do Brasil como finalista.

Em São Paulo - SP, durante os citados eventos, fiquei conhecendo o casal Márcia Moniz e Alberto Pellegrini - e por eles fui convidado a comparecer ao Megacycle São Lourenço - MG, o qual aconteceu entre os dias 20 a 22 de Novembro de 2009.

Alberto é sócio de Emerson Fittipaldi na revenda Fittipaldi Kawasaki em São Paulo - SP, e em outras atividades ligadas ao motociclismo e eventos motociclísticos.

Desta vez eu optei por fazer um percurso diferente até Lavras - MG: Goiânia - Itumbiara, em Goiás, Uberlândia - Araxá - Arcos - Perdões - Lavras, em Minas Gerais, totalizando 886 km.  O percurso todo está muito bom, existindo apenas alguns trechos na BR - 153 em Goiás onde a pista dupla está sendo finalizada.

Planejei a minha viagem com um pernoite em Lavras - MG, onde pude visitar a minha filha que lá reside, e no dia seguinte completei o percurso até São Lourenço - MG (212 km - sendo parte na rodovia Fernão Dias, e o restante em rodovias estaduais).

Rodei na Fernão Dias até a entrada para Campanha - MG, e de lá fui serpenteando por ótimas estradas estaduais, recentemente reformadas e em alguns trechos até mesmo reconstruídas.  Foi uma viagem muito boa e prazerosa.

Primeira para para abastecimento na viagem. Posto Décio - Petrobras, em Araporã - MG. Excelentes instalações e atendimento "Nota 10".           Parada para abastecimento. Posto Décio - Petrobras, em Uberlândia - MG. Excelentes instalações e atendimento "Nota 10".

Esta viagem teve um sabor diferente.  Primeiramente porque era minha intenção viajar junto com meu irmão, o qual iria colocar a sua Yamaha XTZ - X (250cc, Supermotard) pela primeira vez numa viagem mais longa; e depois porque seria a viagem para encerrar com chave de ouro o ano de 2009.  Para 2010 já tenho em mente ótimas viagens, principalmente porque completarei meus 40 Anos de Motociclismo em Maio de 2010.  Como meu irmão não pôde ir, devido a compromissos profissionais, eu viajei sozinho como tem sido o meu costume nestes últimos anos.

Manhã do dia 20/11/2009. A minha Sundown STX Motard ao lado das primeiras motos a chegar ao local do evento.    Momento da abertura do evento Megacycle São Lourenço - Novembro de 2009. Destaque para o casal à esquerda - idealizadores e promotores do Megacycle - Alberto Pellegrini e Márcia Moniz.

A minha Sundown STX Motard está no ponto ideal de uso; o seu desempenho está ótimo e muito regular; realmente é uma moto que me tem proporcionado muito prazer ao pilotá-la.  E pelas circunstâncias do mercado (na minha opinião a Sundown subestimou a força de mercado deste modelo, e não utilizou nada de seu pioneirismo no segmento supermotard; nem tampouco as qualidades que esta moto possui) eu tenho o privilégio de rodar numa moto única, diferente, bonita e que marca presença em qualquer lugar, e ao lado de qualquer moto.  As inúmeras fotos que disponibilizei nestas quatro páginas que publiquei até agora sobre a mesma confirmam o que eu estou afirmando.

Belíssima Kawasaki Voyager XII, pertencente a Alberto Pellegrini, sócio-proprietário da revenda Fittipaldi Kawasaki em São Paulo - SP.    Presença marcante da Husqvarna 610 SM (Supermotard).

O evento em si foi muito tranquilo, com um comparecimento pequeno em comparação com aquele observado em Maio de 2009, segundo a própria organizadora do Megacycle.  Mas para mim foi uma ocasião muito boa para conhecer o evento, sempre contando com a simpatia do casal Márcia e Alberto, e para fazer novos amigos.  Isto sem falar na tranquilidade que tive para registrar em fotos as motos diferentes que vi por lá.

Harley Davidson personalizada.    Presença e classe da Honda CB 400 Four, 1977.    Diferentes estilos: motos para todos os gostos.

O público que compareceu a este Megacycle, em Novembro de 2009, em São Lourenço - MG teve o privilégio de ver shows de blues, e apresentações da equipe Jorge Negretti Show (free style) com tranquilidade.

Exibição da equipe Jorge Negretti Show, onde voar de moto é consequência.    Belo salto contrastando com o céu nublado.    Superesportivas para todos os gostos. Embora não seja o meu estilo pessoal, eu paro para apreciar. Meu lema é: se tem motor e duas rodas, tem a ver comigo.

Eu tenho como norma de conduta em tais eventos procurar tirar o máximo de proveito em apreciar as motos diferentes e exclusivas que sempre aparecem, e ter o prazer de conhecer motociclistas, como eu, também apaixonados por viagens e por suas motos.  Independentemente da marca ou cilindrada.

Motociclista e sua Harley Davidson personalizada, autêntico estilo "Renegado".    Duas BMW, dois estilos, a mesma qualidade germânica.    Traseira da Honda Valkyrie, destaque para o bonito conjunto óptico, e para os seis canos de escapamento.

Estilos diferentes se misturam e formam o conjunto ideal para quem realmente gosta de motocicletas.  Isto é fato! Vejam por exemplo a beleza marcante desta custom de grande porte: Honda Valkyrie amarela.

Esta é uma autêntica "seis canos". Honda Valkyrie, seis cilindros.    Minha Sundown STX Motard junto ao pórtico de entrada do Megacycle 2009.    Bela paisagem de morro. Trecho de estrada entre São Lourenço e Caxambú - MG.

Muito me impressionou positivamente o estado de conservação das rodovias mineiras (Sul de Minas).  As que não foram reconstruídas, foram recapadas e sinalizadas.  As mesmas serpenteiam entre as montanhas do Estado, bastante presentes naquela região.  Fazendas de café e de gado leiteiro, além dos hotéis-fazenda enfeitam aquelas paragens.

Trevo nas proximidades de Três Corações - MG, cidade de nascimento de Edson Arantes do Nascimento, o Pelé. Rodovia Fernão Dias - MG.    Posto Petrobras nas imediações de Araxá - MG; eu e minha Sundown STX Motard e João Batista e sua Suzuki Bandit 1200cc. João Batista é de Uberlândia - MG.

Ao longo de minha viagem pude apreciar paisagens diferentes, já por mim bastante conhecidas há anos, e ver como é bom poder colocar a moto na estrada.  Lembrei-me bastante dos meus companheiros do forum MyChinaMoto.com, os quais como eu também possuem motos de origem chinesa, e que cada um em seu país de origem utiliza estas motos no cotidiano.  Eu acredito que a constância com que venho realizando ótimas viagens na minha Motard sirva de incentivo a todos eles.

Observei que mantendo boas médias de velocidade, com regularidade, eu consigo ter desempenho similar a motos bem maiores, como foi o caso desta Suzuki Bandit 1200cc.  Eu fui por ela ultrapassado antes de Iguatama - MG, eu a ultrapassei quando o seu piloto parou para abastecer em Iguatama - MG e eu passei direto; só fui alcançado a mais de 250 quilômetros à frente neste posto de gasolina após Araxá - MG.

A Ararajuba, símbolo dos postos Petrobras, apresenta a Motard. Posto Petrobras - Decio - em Araporã - MG, próximo à margem do rio Paranaíba, divisa de estados: Minas Gerais - Goiás.

Na viagem de volta - no dia 23 de Novembro de 2009 - eu fiz cinco paradas para reabastecimento, duas paradas para vestir a roupa de chuva (uma antes de Uberlândia - MG, e outra antes de Araporã - MG), e uma parada para mostrar documentos no posto da Polícia Rodoviária Federal, após Itumbiara - GO.  Mesmo com estas paradas eu cobri a distância de 886 km em aproximadamente treze horas, o que eu considero um ótimo desempenho.

Ao longo destes meus quase 40 Anos de Motociclismo aprendi que o mais importante é obter boas médias de velocidade, parando o estritamente necessário.  Agindo desta forma sempre obtive bons tempos de percurso, principalmente em trechos longos.

Nesta viagem eu percorri um total de 2.200 km, com um consumo de 76,85 litros de gasolina, resultando portanto num consumo médio de 28,63 km/litro.  A meu ver esta é uma excelente marca para uma moto de 200cc, principalmente se levarmos em conta as velocidades médias alcançadas (sempre em torno de 110 km/hora).

Eu, Waldir e sua linda e rara Yamha YDS7, 1971.

Eu, Waldir e sua linda e rara Yamaha YDS7, 1971.

Durante o Megacycle, em São Lourenço - MG, no dia 21/11/2009 eu tive a grata surpresa de encontrar uma Yamaha YDS7, 1971, 250cc, idêntica à que tive em 1973 / 1974.  Haviam passados 36 anos desde que vendi a minha YDS7; durante este tempo todo eu nunca mais havia visto uma moto destas. O feliz proprietário (Waldir) adquiriu esta moto recentemente, e a mesma está em excelente estado de conservação e originalidade.  Ele pretende restaurá-la completamente, e deixá-la impecável.

Eu o encorajei neste sentido.  Para mim este "encontro imediato do terceiro grau" foi marcante e me encheu de alegria, como vocês podem ver nesta foto acima.

 

Próxima página sobre a Sundown STX Motard