Honda C-100
Dream
   
Honda CBX 250
Twister
     
 Motos Raras
& Clássicas
Sundown Hunter 90 Sundown STX
Motard
Yamaha Ténéré 250
     Mapa do site

Bookmark and Share

English 

Yamaha XTZ 250 Ténéré Blueflex  2017: Passeios e Viagens em 2017

Já havia bastante tempo que eu vinha observando a evolução da Yamaha Ténéré 250 no mercado brasileiro das motos trail de pequeno porte. Pelo fato de ter vários amigos que possuem esse modelo de moto, e que estão satisfeitos com o desempenho delas, eu também decidi optar por esse modelo da Yamaha para dar continuidade às minhas viagens e aventuras motociclísticas.

Resolvi então retornar à marca dos três diapasões por alguns motivos básicos, quais sejam: a Yamaha Ténéré 250 tem um porte adequado e uma boa autonomia (isso é o mínimo que se espera de uma moto trail de pequeno porte), o seu design possui linhas agradáveis e melhorou muito em relação às primeiras que foram lançadas no mercado – principalmente com as correções que fizeram na traseira da moto.  Aliás, eu nunca gostei do design da traseira dela, até que o modificaram em Maio de 2016.

Além disso, tenho observado o bom desempenho e durabilidade dos motores da Yamaha – mais especificamente citando os de 250cc (Fazer e XTZ).

Dessa forma, eu que tive duas motos Yamaha - ainda no auge dos motores dois tempos - no início dos anos 1970 (Yamaha YF5, e posteriormente Yamaha YDS7), decidi voltar à marca japonesa que me proporcionou ótimas emoções entre os anos de 1970 a 1974. 

Assim eu me dirigi à revenda Belcar Motos em Goiânia - GO, onde fui muito bem atendido pelo amigo Manoel Augusto R. Bandeira (Manoelzinho) e demais funcionários dessa revenda Yamaha, e adquiri uma Yamaha XTZ 250 Ténéré Blueflex, ano e modelo 2017. Com essa moto pretendo fazer grandes viagens e passeios a partir de agora em diante.

Ao clicar em cada foto, você a verá em tamanho maior numa outra janela.  Todas as fotos tem legenda.

A minha Yamaha Téneré 250 após ter sido montada; no pátio da Belcar Yamaha em Goiânia - GO.

A minha Yamaha Téneré 250 após ter sido tirada do engradado e montada; no pátio da Belcar Yamaha em Goiânia - GO.

Especificações Técnicas - Yamaha XTZ 250 Ténéré Blueflex 2016 a 2018:

https://fichatecnica.motosblog.com.br/FichaTecnica/Yamaha/XTZ_250_Tenere_Blueflex_2016




Finalmente na tarde do dia 16/03/2017 eu fui buscar a minha moto nova na Belcar Motos; a mesma me foi entregue pelo vendedor Manoel Augusto (Manoelzinho) e pela Gerente Geral Claudia Lemos.

Momento em que eu recebia a Yamaha Téneré 250 na loja da Belcar Yamaha em Goiânia - GO.

A Yamaha Téneré 250 sendo entregue para mim na loja da Belcar Yamaha em Goiânia - GO.

Já comecei a instalar alguns equipamentos básicos na mesma de forma a torná-la preparada para grandes viagens que pretendo fazer.

Álbum de fotos - Yamaha XTZ 250 Ténéré Blueflex 2017:


https://onedrive.live.com/?id=F4596AEAEF09CF68%214539&cid=F4596AEAEF09CF68

Como sempre faço com todas as motos novas que adquiro eu as coloco na estrada para amaciar o motor. Assim sendo, no dia 26 de Março de 2017 (Domingo) participei de um passeio com os amigos na BR-060, no trecho entre Goiânia-GO e Alexânia - GO. O amigo Mauro Gomes organizou o passeio, nosso grupo (dez pessoas) se deslocou em seis motos (três Yamaha XTZ 250 Ténéré, uma Yamaha XTZ 250X Lander, uma Yamaha Crosser 150, e uma Kawasaki Vulcan 650).

No sábado (25/03/2017) eu já havia calibrado os pneus de minha moto com nitrogênio, procedimento esse realizado visando rodar com os pneus mais frios e consequentemente aumentando a durabilidade dos mesmos. Eu já utilizo nitrogênio para calibrar os pneus de minhas motos há mais de vinte anos.

Além disso estou usando gasolina de boa procedência, e o aditivo para gasolina Bardahl Max Top na proporção de 50ml para cada tanque cheio de 16 litros. Dessa maneira o recipiente do aditivo que contém 200ml é suficiente para quatro tanques cheios da
Yamaha XTZ 250 Ténéré.

Esse aditivo conserva limpo o sistema de alimentação do motor a gasolina, por isso reduz os custos de manutenção do veículo, como limpeza e regulagem do motor. Mantém lubrificadas as partes altas do motor, válvulas, pistões, anéis, bicos injetores ou carburadores e velas. Proporciona economia de combustível e reduz a emissão de poluentes.

No dia 1o de Abril de 2017 (sábado) abasteci a minha Yamaha Ténéré 250 e calculei o consumo dos primeiros quinze dias de utilização da mesma, eu havia rodado 326,5 quilômetros com 8,58 litros de gasolina; isso resultou na excelente média de 38,05 km/litro.  Desse total rodado, 261 quilômetros foram totalizados em rodovia (no passeio acima mencionado a Alexânia - GO).

Quando a minha moto estiver completamente amaciada (após os 5.000 quilômetros rodados) eu pretendo alcançar médias de consumo em torno dos 40 km/litro; isso quando estiver rodando em condições normais em estradas asfaltadas, em velocidades na faixa de 90 km/h a 110 km/h.

No sábado, dia 15 de Abril de 2017, reunimos um grupo de amigos e fomos a Morrinhos - GO passando pela rodovia BR-153.  Visitamos o evento motociclístico anual que acontece lá por ocasião da Semana Santa, e de lá passamos por Piracanjuba - GO onde almoçamos e em seguida retornamos a Goiânia - GO. Aproveitei esse passeio de aproximadamente 300 quilômetros para continuar amaciando o motor da minha
Yamaha Ténéré 250.

Álbum de fotos da Yamaha Ténéré 250.

Álbum de fotos da Yamaha Téneré 250 em diversas situações (passeios, viagens, etc.)

Ao abastecer a moto no dia seguinte (domingo) eu fiz os cálculos e constatei que havia percorrido desde a última abastecida a distância de 325,8 quilômetros com 9,09 litros de gasolina, o que resultou na média de 35,83 km/litro. Esse roteiro foi feito com garupa, o que permite avaliar melhor o desempenho da motocicleta em várias situações na rodovia.

No feriado de 1o. de Maio de 2017 fizemos um passeio passando por Nerópolis, Ouro Verde, Campo Limpo, Anápolis, Teresópolis de Goiás e retornando a Goiânia - GO na tarde do mesmo dia.

Km Total (até 19/05/2017) Km em rodovias
945 691



Página inicial do site